Terça-feira, 20 de Julho de 2010

Poema - Meu universo restrito

(do meu livro «Meu mundo 'cá dentro')

 

Meu Universo é restrito

e vivo meio escondida;

a casa, o quintal e a escrita

preenchem a minha vida.

 

A história da carochinha,

revistas ‘Mariazinha’,

as fofocas dos artistas

nunca me deram nas vistas

nem fazem o meu encanto.

Eu quero escrever, porquanto

a imaginação se apura

enquanto a veia me dura.

 

Mas não deixo de pensar,

dar aso à imaginação

sem abrir cordões à bolsa;

basta ver televisão.

As viagens custam caro,

assim, viajar é raro;

pra ter a bolsa fechada,

tenho uma boa razão.

 

Se eu andasse a viajar

feliz e descontraída,

em bons hotéis pernoitar,

fazer compras na avenida,

jamais teria encontrado

este dom de versejar;

desenvolve o intelecto

e permite-me sonhar.

 

Conversando co’as pessoas,

a tendência é pra sorrir,

dos lugares tristes fugir,

ver apenas coisas boas.

Só o repórter de guerra

em notícias é profundo.

Ele fala da verdade

e das desgraças do mundo.

 

---------------------------

6/10/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 21:41
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO