Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2001

Poema - Escrever poemas

(do meu livro «Pensamentos»)

 

Eis as minhas "ferramentas"! Servem para conquistar

sonhos, amores, tormentas; castelos construir no ar.

 

Já delas tenho falado. Já muito as enalteci.

"Lápis" de bico afiado, escreveu o que atrás escrevi!

 

Delas me tenho lembrado. A "caneta", sugeri,

"de tinta", já desusada. Com ela isto não escrevi!

 

Era "tinta permanente"; caneta que não esqueci.

Escrevia-se, antigamente... Hoje, com "esfero" escrevi!

 

"Esfero", é meia palavra, "gráfica", se eu entendi,

juntam-se pra escrever quadra do poema que escrevi!

 

E havia a "pedra"... e a "pena"... lembram anos que vivi! ...

Outra era ... anos cinquenta... com elas, muito escrevi!

 

Agora, há bonitos quadros brancos. Eu tenho um aqui!

Escreve-se lá com canetas às cores. Eu também escrevi!

 

Ainda estou a pensar... "Ferramentas" são centenas!

Se o coração não ditar, elas não escrevem poemas!

 

---------------------------

11/2000

Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 22:47
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO