Quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Poema - Varandas de apartamentos

(do meu livro <Meu mundo 'cá dentro'>)

 

 

Espírito imóvel no tempo,

olhos fixos na paisagem,

braços cruzados no peito.

Espreito-a!

Acho-me em vantagem.

O seu silêncio respeito.

De leve, corre uma aragem

que os seus cabelos agita,

e há um leve palpitar;

quem sabe no que medita

aquela estátua em varanda

de prédio de apartamentos?

Moro à esquerda, último andar.

 

Apanho o mesmo horizonte;

na frente, os prédios rebaixam.

Sigo fazendo uma ponte

sobre paredes pintadas

e chaminés que se encaixam

no vermelho dos telhados.

Em vez d' árvores, antenas.

São florestas encantadas...

de tubagens dirigidas

por onde imagens, centenas,

dum mundo que nós não vemos

descem para a nossa sala.

 

São assim as nossas vidas.

É este o mundo que temos.

Quem sabe, a minha vizinha

gosta daquilo que vê,

co'a paisagem se regala?

 

---------------------------

17/01/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 18:54
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO