Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

Poema - Leões caseiros

(do meu livro «Animais de estimação... e Outros que não!»)
 

leoes_casal.jpg 

 

Lá estão eles sobre a cómoda, o meu casal de leões.

É uma situação incómoda, dormir com bichos rujões.

 

Mas estão sempre calados, deixam fazer um carinho.

São leões domesticados, feras de grande focinho.

 

Meus bichos tom de camurça, guardam-me sono e descansos;

junto ao cão, coelho e ursa que são como os leões, mansos.

 

O coelho está na cama, é um bicho preguiçoso;

junto a um cão que se chama ‘pequenino’, é amoroso.

 

Quando me deito, lá vão prà mesa de cabeceira.

Eu nunca os ponho no chão: vão prà mesa ou prateleira.

 

A ursa, lá no sofá, com um laço cor-de-rosa,

diz entender o que há, olha pròs outros e prosa:

 

A dona, quando menina, sofreu um desgosto atroz;

não obteve, em pequenina, peluchinhos como nós!

 

------------------------------

20/08/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 00:12
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO