Domingo, 10 de Junho de 2007

Poema - Juntemos os trapinhos!

(do meu livro «Sonhando acordada»)

 

Querias mudar de vida,

e eu gostava, também.

Podes juntar-te comigo,

porque bem sabes que nem

morta eu casava contigo.

 

Assim, juntamos os trapos,

escovas de dentes, maleitas.

Poupamos numa só renda

de casa e as receitas

agregamos sem contenda.

 

Quando as discussões surgirem,

fatais na vida em comum,

se a coisa se complicar

não vou ter pejo nenhum

em te pôr daqui a andar.

 

Poupamos no casamento,

não perturbamos ninguém.

Não quero que vire um vício.

Conheces-me, sabes bem:

eu sou contra o desperdício,

 

Nem penses acomodar-me,

eu quero viver sem peias.

Andar à minha maneira...

não quero lavar-te as meias.

Acabou-se a brincadeira!

 

---------------------------

8/10/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 16:16
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO