Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

Poema - Leito de flores e luar

(do meu livro «Sonhando acordada»)

 

 

Eu sou um livro aberto de poemas;

um livro aberto ao céu, que é minha manta.

Brilhante é o lençol que me cobriu,

de estrelas feito e lua, que me encanta.

 

Minh' almofada, os livros que escrevi.

Lençol inferior, o que pensei.

O meu colchão, de flores perfumadas;

e mesmo as sem perfume, que eu amei.

 

Bem fundo, na floresta tropical

descanso sob as árvores frondosas

cujas folhas, da colcha que me envolve,

me ajeitam, com seus galhos, amorosas.

 

Milhares de olhos se juntam, em redor,

(trazem de volta o amor que lhes foi dado).

Os animais encheram de calor

este local, sem sol, abençoado.

 

Um pássaro colorido veio descendo,

suavemente pousou, sobre o meu peito.

O coração aconchegou-me, docemente.

E então, o meu descanso foi perfeito!

 

----------------------------

19/03/2002

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 16:27
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO