Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Poema - Atentados

(do meu livro «Ao correr da pena»)

 

 

As notícias da TV, deixaram-me emocionada.

Já não se foge da guerra, contra nós é atirada.

Desviaram aviões, obrigaram a matar-se

meio milhar de cidadãos desejosos de apear-se.

 

Ai, meu Deus! Quanta loucura se comete pela Fé.

Esquecem os Mandamentos; matam sem saber quem é.

São as seitas religiosas, de líderes infernais;

que Fé é tão poderosa que os transforma em animais?

 

Já não há Fé neste mundo. Não há a quem recorrer.

Conheço quem, sem ter Fé, não faça ninguém sofrer.

Qualquer das religiões, que hoje infestam nosso mundo,

pela força só conseguem causar desgosto profundo.

 

Considero pacifista, toda e qualquer pessoa

que recusa andar em guerra e é humanamente boa.

Também de guerras não gosto e contra elas me insurjo;

quero é saber o que faço e para onde é que eu fujo?...

 

---------------------------

11/09/2001

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 21:00
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO