Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Poema - Última folha

(do meu livro «Imaginação)


folha_ultima.gif
 

Uma árvore velha, retorcida, na paisagem que avisto da janela;

de tronco bifurcado, ela resiste às intempéries. Pareço-me com ela!

 

Todos os dias a vejo, erecta, firme; abrigando pássaros. Com folhas

colorando, ao sabor das estações. Assim, durante a vida fiz escolhas.

 

Na Primavera, escolhi viver feliz. É próprio do verdor da natureza

de quem é jovem, e pensa que o amor é um reino encantado. Só beleza!

 

Escolhi, eu, dar à luz os meus rebentos com a chegada do Verão; ramifiquei-me.

A sombra aos cansados viandantes foi duplicada; fiz-me em duas... bifurquei-me!

 

À minha volta rodopiam folhas, vento!... Bailam, chilreiam, como filhas que se vão

seguindo a vida, o destino, esperançosas. Um frio d'Outono trouxe-me a desilusão!

 

Gélido Inverno, que me deixa entristecida. Presa num ramo, a última folha cai.

Enfim, liberta dos deveres familiares (!) Rolou a lágrima, um soluço me contrai.

 

Mas, outra Primavera se anuncia. No renovar do ciclo, posta à prova,

retorno à vida, algo ressequida, um pouco menos forte, e menos nova.

---------------------------

6/03/2003

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 17:16
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito
 O que é?

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO