Domingo, 20 de Agosto de 2000

Poema - Entre as 10 e as 12

(do meu livro«Divagando»)

 

Escrevo entre as 10 e as 11

e entre as 11 e o meio dia.

Sempre que me falta o tempo,

(pra escrever),

até sinto uma agonia!

 

Eu fico desesperada!

Será que não falta nada?

Ou faltou a inspiração?

Essa não falta, isso não!

Ando é um pouco cansada!

 

Se antes eu não tinha tempo,

p´ra toda a lida da casa ...

Já se estava mesmo a ver.

Agora tiro duas horas ...

É fatal que a coisa atrasa!

 

Sou um pouco convencida.

Gosto de fazer meus versos.

Sinto-me predestinada.

Não gostam desta poesia?

Eu não estou nada ralada ...!

 

Vou sentar-me na marquise.

Já chegou a minha hora.

Ouviram-se as badaladas.

Tenho até o meu café

mais o prato com as torradas.

 

Procuro folhas meio escritas

do poema inacabado.

Já encontrei. Estou a lê-lo!

Mas o pensamento, hoje,

deriva para outro lado.

 

Sem pensar no que escrevia,

escrevi o que não pensei.

No reino dos pensamentos,

a caneta foi rainha

onde o pensamento é rei!

 

--------------------------

10/2000

Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

publicado por LauraBM às 16:27
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO