Quarta-feira, 10 de Outubro de 2001

Poema - Ressentimento

(do meu livro «Pensamentos»)

 

É o autor ensandecido,

cuja alma não melhora;

ora que grita, ora chora...

Afirmação pessoal.

Jamais quer ser esquecido!

E escreve... escreve sobre a dor;

entrelinhas, espiritual.

Descrevendo o desamor

que lhe assalta o coração;

mas… pedindo compaixão!

 

Quer matar-se e entregar-se!

 

Quer matar, em fúria louca!

Vingar-se de coisa pouca...

Descrente, descrente!...

Sentindo-se rejeitado,

a custo cumpre o seu fado.

E mente, mente!

Espírito enfraquecido, doído...

Quer amar, ser convencido

por alma gémea diferente,

que sente, sente!...

 

AMOR!

 

----------------------------

11/2000

Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

publicado por LauraBM às 00:25
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO