Quinta-feira, 25 de Março de 2010

Poema - Amar você... cavalo selvagem!

 

(Do meu livro «Animais»)
 

Não é preciso que seja diferente,

para conter a beleza do mundo.

Basta ser um cavalo, simplesmente,

e o seu relincho ecoar, bem lá no fundo

 

da imensa planície onde, liberto

da lei dos homens, belo, na paisagem

se confunde o seu correr inquieto,

iludindo-nos, pensamos ser miragem.

 

Amo a ideia de saber que existe

entre as melhores obras do Senhor.

Enquanto houver um cavalo que resiste,

 

haverá liberdade, a Deus louvor

mesmo sem orações. Ele subsiste

em pura perfeição e esplendor!

--------------------------------------

8/05/2002

Laura B. Martins

Soc. Port. Autores nº 20958

publicado por LauraBM às 00:06
link do post | E custa, comentar neste blog? | favorito

*veja como eu sou

*subscrever feeds

*meter o nariz no blog

 

*Novidades no blog

* Poema - Alentejo e girass...

* Poema - Margem Sul

* Poema - Quinta do Anjo

* Poema - Patriotismo!

* Poema - Remorso!

* Poema - Encontro na marqu...

* Poema - Faca afiada

* Poema - Lar... doce lar!

* Poema - Difícil...

* Poema - Queres sair?

* Poema - Admirável mundo n...

* Poema - Meu universo rest...

* Ginástica? Não, obrigada...

* Poema - Zero horas

* Poema - Dispersos

*Antiguidades óptimas

*Também gostará de:

* 10 blogs para conhecer no...

* Sua presença basta

* Poema - Mais vale guardar...

*Links especiais dos Blogs da minha autoria

blogs SAPO